Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte o nosso aviso de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte o nosso aviso de privacidade e nossa política de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Recomendado

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Site
Necessário

Notícias

11h00

Encontro Baiano de Educação Museal (Ebem), de 20 a 22 de março

Compartilhe
Tamanho da Fonte
Encontro Baiano de Educação Museal (Ebem), de 20 a 22 de março

A Rede de Educadores em Museus da Bahia (REM-BA), com apoio do Museu Carlos Costa Pinto, do Núcleo de Ofiologia e Animais Peçonhentos da Universidade Federal das Bahia (Noap/UFBA), da Fundação Gregório de Mattos (FGM), do Museu da Misericórdia e da Tecnomuseu, realizará o Encontro Baiano de Educação Museal (Ebem) entre os dias 20 e 22 de março de 2019, no auditório Antônio Carlos Magalhães do Museu Carlos Costa Pinto, em Salvador-BA, cujo tema será Museus em chamas: verso e reverso de como chegamos até aqui, provocando discussões a partir do atual momento do campo museológico brasileiro.

O Ebem é um encontro inédito, elaborado como contrapartida à contemplação da museóloga Mona Nascimento, membro do Comitê Gestor da REM-BA, no edital de mobilidade artística do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O Encontro tem o objetivo de reunir os agentes culturais envolvidos com a discussão da Educação Museal, com vistas ao aprofundamento da conjuntura atual, marcada pelo estabelecimento da Política Nacional de Educação Museal (PNEM), mas também pelas Medidas Provisórias n. 850 e 851, que autorizariam o Poder Executivo federal a instituir a Agência Brasileira de Museus (Abram) e a administração pública a firmar instrumentos de parceria e termos de execução de programas, projetos e demais finalidades de interesse público com organizações gestoras de fundos patrimoniais, ferindo de morte o Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), autarquia responsável por coordenar a PNEM. 

No Ebem será feita a socialização das produções acadêmico-científicas, relatos de experiências educacionais e afins, no campo do ensino, da pesquisa e da extensão. O público-alvo é composto por profissionais da área (museólogos, historiadores, conservadores, arquivistas, pedagogos, biólogos, artistas, arquitetos, antropólogos, entre outros), somados aos agentes culturais responsáveis por políticas culturais (conselheiros, diretores, secretários) e por aqueles que entendem e se interessam pelo campo museológico e educacional. 

O Ebem vem com uma programação digna de nota. Para a conferência de abertura, dia 20, teremos a participação da educadora Fernanda Santana Rabello de Castro, atualmente um dos mais destacados nomes no campo da Educação Museal brasileira. A professora Fernanda é licenciada em História (2005) e doutora em Educação (2018). É educadora no Museu da Chácara do Céu e no Museu Histórico Nacional/Ibram, e coordena a linha de pesquisa “Educação museal: conceitos, história e políticas” do MHN/CNPq. Integra o Comitê Gestor da REM-RJ (2014-2019) e integrou a Equipe da PNEM (2012-2018). 

Nas manhãs dos dias 21 e 22 serão realizadas as sessões de comunicação, onde os trabalhos submetidos e aprovados pela comissão de avaliação serão apresentados ao público participante. Vale salientar que a comissão foi formada por especialistas em Educação Museal nacionalmente reconhecidos. Além de Fernanda Castro, compôs a comissão Átila Tolentino e Marielle Gonçalves. Átila é graduado em Letras e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Cultura pela Universidade de Brasília (UNB) e é mestre em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba. É da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério da Economia, atuando na área do patrimônio cultural e museus no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Integra a Rede de Educadores em Museus da Paraíba (REM-PB). Já Marielle é licenciada em Artes Plásticas e Letras pela UNB, Técnica em Assuntos Educacionais no Ibram, está Chefe da Divisão de Educação da Coordenação de Educação e Museologia Social (Comuse/Departamento de Processos Museais – DPMUS/Ibram).

A tarde do dia 21 será a vez do Tecendo Redes (Encontro de Redes de Educadores em Museus), que contará com a participação da Rede de Museus da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), da REM-RJ, REM-SP, a Rede de Memoriais de Terreiros de Candomblé, além da REM-BA e seus núcleos regionais. A ideia do Tecendo é estimular a construção de novos núcleos da REM-BA e fortalecer os já existentes, numa espécie de teia favorecedora dos processos educacionais em museus. Nesse mesmo turno haverá uma visita mediada ao Museu Carlos Costa Pinto, realizada pela instituição anfitriã.

O turno vespertino do dia 22 a programação prevê o REM Debates, mesa-redonda que discutirá o tema do Ebem, com a participação de Marielle Gonçalves e Rejâne Lira. A professora Rejâne é bacharel em Ciências Biológicas pela UFBA (1990), com aperfeiçoamento no Natural History Museum, Inglaterra (1991), no Muséum d’Historie Naturalle, França (2015) e University of Adelaide, Austrália (2016); possui especialização em Venenos Animais pelo Instituto Butantan (1991); mestrado em Saúde Coletiva pela UFBA (1996); doutorado em Ciências Médicas pela Universidade Estadual de Campinas (2001); pós-doutorado no Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, Portugal (2007-2008 e 2015); pós-doutorado na The University of Melbourne, Austrália (2015-2016). É professora titular da UFBA, coordenadora do Noap e curadora da Coleção Herpetológica do Museu de História Natural da Bahia (MHNBA/UFBA), entre outras atividades científicas.

Após o REM Debates teremos a conferência de encerramento do Ebem, com a professora decana Maria Célia Santos, uma das mais respeitadas profissionais de Educação Museal do país, protagonista de inúmeras conquistas, como a PNEM. A prof.ª Maria Célia é aposentada da UFBA (curso de Museologia), possui graduação em Museologia (1973), mestrado (1981) e doutorado (1995) em Educação, todos pela UFBA. É consultora nas áreas da Museologia, da Educação e da Gestão e Organização de Museus e prof.ª da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Integra o Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Ibram e foi conselheira do Conselho Internacional de Museus (Icom-BR) e coordenadora do Eixo 3 da Política Nacional de Museus do Ministério da Cultura. Foi diretora de museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, entre outras atividades e produções.

A conferência com a prof.ª Maria Célia será seguida por uma plenária final, momento em que será elaborado um documento final do Encontro, de teor público e elaborado colaborativamente, com a finalidade de balizar as políticas setoriais de museus, sobretudo no que diz respeito à Educação Museal brasileira e baiana. 

O quê: Encontro Baiano de Educação Museal (Ebem).
Quando: 20 (a partir das 17h) a 22 de março (a partir das 9h) de 2019.
Onde: Auditório Antônio Carlos Magalhães do Museu Carlos Costa Pinto
Quanto: Gratuito.
 

Deixe seu comentário
Siga-nos:
Apoio Financeiro:
Museu da Misericórdia
2016 - 2021. Museu da Misericórdia. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital